Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

Em marcha!

 Finalmente, após algumas semanas de treino, os soldados romanos encontram-se aptos a marchar rumo a Pax Júlia, onde integrarão a legião que procurará alargar os limites do Império!

 

O moral das tropas é elevado. Cassius, o centurião acredita nos seus soldados e que estes terão uma boa prestação nas batalhas que se avizinham. Por enquanto, o clima é de franco entusismo e a esta distância, todos dão as futuras batalhas por vencidas!

 

Concurso fotografia Sapo

 Aqui fica a minha tentativa para ganhar a máquina fotográfica do concurso de fotografia do Sapo:

 

É 6ª feira.

As crianças vão para a escola já a sonhar com as correrias e brincadeiras do fim-de-semana.

O pai vai chegar um pouco mais cedo do trabalho e se o dia estiver bonito irão todos ao parque ao fim do dia!

 

 

 

 

Barba Cinzenta #2

 - Pelas barbas do velho capitão! Já não percebo nada deste mapa! Também não é aqui que está escondido o tesouro. Bem me parecia que devia ter aprendido a trabalhar melhor com esta coisa! Chamam-lhe tecnologia, mas eu não sei não... qualquer dia querem ir à lua ou coisa parecida!

 

A perseguição

Agora que encontraram a pista do Jeremias e que as suas suspeitas quanto ao local onde este se esconde estão correctas, o Xerife Billy e o seu ajudante querem encurralá-lo no seu esconderijo, pois ainda não perderam a esperança de deitar mão ao mapa do tesouro!

 

Ninguém conhece melhor o terreno onde o Jeremias se esconde, que o rancheiro Roy, que passa metade do ano a acompanhar a sua manada em busca da erva mais fresca. Ele conhece cada recanto das suas terras e das terras em redor, sabe onde se escondem os coiotes e quando é seguro atravessar o rio, sem que uma súbita corrente nos arraste para o fundo.

 

Contudo, apesar do seu ar simpático, Roy é um solitário, preferindo a companhia dos seus animais e até das plantas à das pessoas. As suas deslocações à cidade são raras e breves. Não dispensa no entanto, uma visita ao Xerife e uma ida ao saloon, pois apesar de não se sentir à vontade na cidade, é cordial com todos. 

 

O Xerife Billy encontra-o no planalto arenoso a bebericar uma caneca de café, após um almoço tardio à base de feijão. Rapidamente explica ao que veio e pede a sua ajuda para capturar Jeremias.

 

Relutante, mas ciente de que a sua colaboração é importante, Roy acaba por aceitar o pedido de ajuda que lhe é feito.

 

Em breve, Jeremias estará na cadeia!

 

 

O arqueiro

No Reino, fazem-se preparativos para o torneio que celebrará a tão aguardada chegada do tesouro.

Os participantes no torneio treinam afincadamente, ansiosos por receberem a moeda de ouro que lhes caberá, caso se sagrem vencedores na sua categoria.

No entanto, alguém observa atentamente o treino de um jovem arqueiro...

 

- Filha minha, tendes a certeza do que me estais a dizer?

- Sim meu pai. Reparai como ele é forte e tem a pontaria certeira!

- Sim, minha querida, mas isso só não chega. Reparai que nem bonito ele é...

- Oh meu pai, como podeis dizer isso. Não vedes como ele é belo?

- Ficai a saber que me custa ver a sua beleza por detrás daquele tufo de cabelo que tem na cara... devo estar a precisar de um feitiço para que os meus olhos vejam como os vossos. Irei de imediato falar com o mago do Reino...

- Meu pai, não brinqueis com o meu coração!

- Sossegai então. Aguardemos a sua prestação no torneio. E depois veremos...

  

 

À espera do Amor

Costuma dizer-se que os príncipes surgem nas vidas das suas donzelas montados num garboso corsel.

Pois bem, apesar de gostar muito de cavalos e tal, digo-vos que o meu amor há-de chegar num navio!

Isso mesmo num navio. Daqueles bem grandes.

E por isso aqui estou, de malas feitas, à espera que o meu amor chegue, pronta para partir com ele!

 

Preso!

E depois de uma acção arrojada da Agente Rosadinha, que, demonstrando uma coragem e uma determinação fora do vulgar, encetou uma perseguição feroz ao suspeito, pelo que João Barbudo se encontra agora algemado nas instalações policiais.

 

Após uma busca ao seu esconderijo, foi encontrada uma elevada soma de dinheiro, fruto dos furtos mais recentes do criminoso e foram ainda apreendidas algumas armas, que provavelmente iriam ser vendidas.

 

Assim, aqui fica o reconhecimento pelo elevado sentido de dever, responsabilidade e prontidão na acção, demonstrados pela Agente Rosadinha da qual nos orgulhamos que pertença à nossa força policial!

 

Na taberna

À porta da taberna "Mar Alto", situada mesmo em frente ao cais da cidade, após uma abordagem bem sucedida e com os bolsos a tilintar de dobrões, encontram-se 3 piratas:

 

- Companheiros dos grandes mares, hoje é dia de festejarmos! Estamos em porto seguro, longe de tempestades. Saciemos pois a nossa sede que o sal do mar deixou ao rubro, depois de tão longa viagem. As bebidas e as mulheres hoje são por minha conta, mas antes de nos perdermos perante as tentações que nos esperam lá dentro, trataremos de negócios!

 

- Já um novo plano, Barba Cinzenta? Ainda agora chegámos, deixa-nos gozar um bocado e mergulhar a barba numa caneca de rum primeiro!

 

- Nada disso Barba Ruiva. Primeiro negócios, depois diversão! O que dizes Perna de Pau?

 

- Concordo contigo, Barba Cinzenta. Discutiremos primeiro a próxima abordagem e depois então, teremos diversão!!

 

 

Apanhado!

Depois de mais uma onda de crimes bem sucedida, João Barbudo é finalmente apanhado em flagrante pela Agente Rosadinha.

 

Após uma curta perseguição, em que, apesar da louca corrida que se seguiu, o chapéu da Agente Rosadinha se manteve milagrosamente no lugar, João Barbudo entra num beco do qual não tem escapatória possível.

 

Menos um bandido nas ruas da Cidade Playmobil!

 

 

Pág. 1/2