Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

Amigos?

Acabaram-se as cabriolas e as brincadeiras à saída da escola!

Sob o olhar atento da Agente Rosadinha, as crianças atravessam a estrada em segurança e sem as traquinices do costume: não há corridas para ver quem chega primeiro ao outro lado, não há empurrões às meninas, não há gritos que distraem os automobilistas, não há bolas a rolar pelo chão ou pelo ar.

 

Aos poucos, a agente vai conhecendo a garotada e as suas patifarias: sabe que o João já andou à chapada ao Pedro por causa da Maria. Que a Rita e a Marta são as melhores amigas. Que o Marco tem uma paixoneta pela profesora. Nos primeiros dias os miúdos mal lhe falavam e preparam-lhe algumas partidas: um dia colocaram-lhe um sapo no bolso, noutro sujaram-na de tinta e chegaram a acertar-lhe com uma bola. Mas quando a Agente Rosadinha lhes mostrou como se jogava ao pião e ao espeta, tornou-se numa amiga.

 

 

Zurg

O planeta Zurg é iluminado por uma luz esverdeada, à qual só é possível sobreviver usando protecções especiais, sobetudo para os olhos.

Esta luz fez com que a vida no planeta fosse particularmente feroz e quase todas as plantas existentes são carnívoras, o que faz com que uma pequena excursão se torne num verdadeiro safari. É por isso indispensável o uso de uma arma. Em Zurg, a arma de eleição, é a pistola de raios glicólicos, que ao invés de matarem a planta, a alimentam com glicose, deixando-as letárgicas de tanto alimento.

 

Devidamente protegido, o capitão Kirk, aventura-se em mais uma excursão de reconhecimento do planeta. O seu carácer intrépido, aliado à sua curiosidade natural, fizeram dele o candidato perfeito para a missão de cartografar tão estranho planeta. Cautelosamente, Kirk percorre um desfiladeiro, quando um som estridente se ouve:

 

- Oh Manel, já te disse para vires pôr a mesa para o almoço, que está tudo pronto. Tira o tacho da cabeça e descalça as botas da tua irmã se fazes favor e faz o que te digo! Não sei onde andas com a cabeça, parece que estás sempre noutro planeta.Já não tens idade para isso! 

 

 

Rumos e coordenadas

- Capitão, traçei aqui umas coordenadas para escondermos o nosso tesouro e não o perdermos. Fiz uma cópia para si. O que lhe parece?

- Oh minha cabeça de tempestade, não vez que trocaste a longitude com a latitude? Como queres que encontremos o tesouro assim?

- Mas meu capitão, não acertei?

- Népia, meu caro. Bem que eu desconfiava que essa tua cabeça tinha correntes de ar a mais. Meu rapaz, assim nunca obterás a tua pena de pirata para colocares nesse chapéu. E nem essa perna de pau vai fazer de ti um pirata a sério! Anda daí, vamos beber uma caneca de rum, para eu te explicar esta coisa de traçar rumos e coordenadas.

- Que boa ideia capitão, por cada um que eu acerte, bebo um golo de rum. Vai ver, num instante aprenderei!

 

Tesouro ao fundo

Com mil macacos, estou encurralado! Não tarda os casacas vermelhas estão aqui e já nada há a fazer para me salvar.

Terei que me desfazer do meu precioso tesouro. Ter-me-ão, mas não deitarão as suas mãos sujas ao meu tesouro, que tanto trabalho me deu para conseguir. Se pensam que ficarão com alguma das esmeraldas ou um dobrão de ouro, estão enganados! Sim eu sei que eles são corruptos. Assim que abrirem a arca, escolherão o que querem para si e apenas declararão o restante. 

 

Juro pela tempestade mais destruidora que não chegarão a tocar no meu tesouro, nem que o tenha que mandar daqui a baixo.

Esperem... ouço-os mais perto, não tarda nada não terei outra escolha... oh pobre de mim, um simples pirata a tentar ganhar a vida... Já ouço as suas botifarras.... Tem que ser... 1, 2, 3 e tesouro ao fundo!

 

Formatura

A legião está em marcha!

Decorre a inspecção matinal, antes da partida para uma das frentes de batalha.

O império cresce continuamente de acordo com a vontade do imperador e seja para lutar, seja para manter a ordem junto dos povos conquistados, são muitos os recrutados para tomarem parte na legião.

 

A formação bélica e a preparação física de alguns é tão escassa, que só com muito esforço se mantém em pé, após envergarem todo o equipamento de um soldado. O legionário não está satisfeito com os novos recrutas, mas sabe que é praticamente impossível fazer mais ou melhor perante tão pouca adequação destes soldados.

 

Na sua opinião, a expansão do império está por um fio!

 

Gladiadores

Dentro de poucos dias, o imperador passará pela cidade e aqui ficará durante algumas semanas. O tempo é pouco para que a cidade se prepare para, condignamente, receber o seu soberano.

 

São inúmeras as actividades que estão a ser preparadas para acolher o imperador, entre saraus de música, lautos banquetes e obviamente, os jogos romanos que decorrerão no anfiteatro da cidade. Etes últimos estão a ser preparados com todo o cuidado, pois são particularmente apreciados pelo imperador.

 

Os participantes nos jogos treinam pois afincadamente, pois sabem que caso sejam capazes de agradar ao imperador, a sua cidade beneficiará de inúmeras regalias.