Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

Em fuga

Zeca pé-ligeiro, acaba de roubar a diligência que iria abastecer o banco da cidade.

Num golpe de sorte, os delegados do xerife não andavam longe e logo acorreram ao local e se lançaram em perseguição do famoso bandido. 

 

Por azar, a montada de Zeca pé-ligeiro magou-se e Zeca teve que fugir a pé. A mala cheia de diheiro tornou-se num empecilho para uma fuga bem sucedida e num ápice, os delegado do xerife encontraram a sua pista.

 

Pobre Zeca. A situação é injusta: de um lado a força da lei, multiplicada por dois, munida de duas armas e ainda por cima montada em 8 patas. Do outro, Zeca, carregando uma pesada maleta, uma pistola e 2 pernas já cansadas de tanto fugir. Nesta altura, alguns dias no calobouço da cidade, parecem até apetecíveis!