Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

Armas

IMG_5503

Num recanto discreto do mercado, contrariamente às restantes bancas, negoceia-se de forma discreta e em voz baixa. O motivo: compram-se armas. 

Aqui, no mercado de uma grande cidade, já é raro fazer negócios deste tipo. São poucos os que as procuram e quem as compra é inclusivamente olhado de soslaio.

Os principais clientes desta mercadoria, são os tuaregues que raramente são vistos por aqui e que passam a maior parte do seu tempo embrenhados no deserto, dirigindo caravanas, ou trabalhando como mercenários em escaramuças entre tribos do deserto profundo.

À passagem dos tuaregues, quase todos se desviam, como se simplesmente tocar nas suas vestes fosse sinónimo de alguma maldição. A verdade é que a sua pele particularmente escura, assim como as suas roupas negras esvoaçantes e as armas que trazem consigo e que não receiam mostrar, provoca na população um sentimento de temor e insegurança.

À sua passagem, ouve-se não só o roçagar das suas vestes, mas um murmúrio de todos quantos sussurram, comentando o motivo de tal presença num mercado sofisticado e evoluído.

Na verdade, os tuaregues emanam uma aura de mistério, aventura e risco. Sem confessarem, muitos são aqueles que têm curiosidade perante este estilo de vida meio obscuro e clandestino.