Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

Na lota

O pai da Maria é pescador e convidou os primos que estão cá de férias a virem um dia à lota, ver o peixe acabadinho de pescar.

Levantaram-se bem cedo, ainda o sol nem se estava a espreguiçar, engoliram o pequeno almoço a correr, e lá foram eles para a lota. Quando chegaram, estava o sol a acordar e a estender os seus primeiros raios sobre o peixe, fazendo parecer que tudo era de prata. 

 

À sua volta, tudo era uma azáfama, entre os pescadores que chegavam com o resultado de uma noite de trabalho e os peixeiros, que queriam comprar o melhor peixe e o mais fresco. Para tudo os primos olhavam espantados, pois nem imaginavam a agitação que decorria por ali todos os dias, quando eles ainda costumavam estar na cama.

 

O pai da Maria levou-os a bordo do "Deus nos acuda" o pesqueiro onde trabalha e estes ajudaram os pescadores a descarregar o peixe, a arrumar as redes e limpar a embarcação, deixando-a pronta para a próxima noite. Ao final da manhã, cansados e já cheios de fome, devoraram sandes de choco assado com sumol, que o mestre lhes ofereceu.