Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

O lobo de Gúbio

Certo dia, Francisco chegou à cidade de Gúbio. Com grande pesar percebeu que a população vivia
apavorada por causa de um lobo grande e feroz que andava rondando por lá, causando grandes estragos
entre os animais e nem mesmo poupava os homens.

Inspirado pelo Senhor, foi sozinho enfrentá-lo. Quando a fera surgiu, ele parou, e estendendo-lhe os braços disse:”Irmão Iobo, vem junto a mim; eu te ordeno da parte de Cristo, que tu não faças mal nem a mim, nem a
ninguém”. lmediatamente o lobo aproximou-se dele.


Francisco disse então ao lobo: “Irmão lobo, tens feito muito estrago por aqui, assaltando as criaturas do Senhor e até os Homens feitos à imagem de Deus. Por isto mereçes a forca, como ladrão e assassino. O povo brada contra ti e te é hostil.Mas eu quero, irmão lobo, que haja paz entre ti e eles”.


O lobo, como se compreendesse aquelas palavras, mostrou, pela inclinação da cabeça e abanando vivamente a cauda, que aceitava a proposta. Então Francisco quis precisar bem o acordo e acrescentou: “Irmão Lobo, já que te apraz fazer e manter esta paz, eu te prometo de cuidar para que, enquanto viveres, te seja dado alimento todos os dias pelos homens desta terra, de modo que já não sofrerás fome.” 


Daquele dia em diante, a fera amansada entrava nas casas e recebia comida em abundância.