Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

S. João Baptista

IMG_1079

João Baptista teve desde logo um nascimento especial: os seus pais não tinham já idade para ter filhos, quando Isabel, a mãe de João Batista engravidou. A família tinha sido pois abençoada pelo Senhor. Nessa altura, Maria mãe de Jesus (que era prima de Isabel) também estava grávida. Jesus e João, além de primos, eram praticamente da mesma idade.

Os dois rapazes cresceram e João tornou-se pastor como forma de sustento. Recolhia-se frequentemente, rezando e pregando penitência. Comia frugalmente e vestia-se de forma simples, anunciando a chegada do Messias e o seu projeto de salvação para a humanidade e apelando a uma mudança de atitude, dando testemunho daquilo que anunciava. Foi ele que começou a batizar as pessoas, como forma de purificação.

Um dia, estava João a batizar nas margens do Rio Jordão, quando Jesus se aproximou. Para espanto de todos, Jesus pediu para ser batizado pelo seu primo. Com humildade, João recusou, alegando que ele é que deveria ser batizado por Jesus. No entanto, Jesus manteve-se firme e dando o exemplo, deixou-se ser batizado por João.

João Baptista é considerado o último profeta do Antigo Testamento e o primeiro santo do Novo Testamento e por ter sido tão importante para Jesus, a Igreja celebra o nascimento de ambos: o de Jesus no solstício de Inverno e o de João no solstício de Verão.