Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

O meu pai alfaite | my father, the tailor man

20230714_181943.jpg

Os meus pais. Nesta fotografia ninguém adivinha que a minha mãe ligava nada a moda e que só estava bem enfiada num par de calças de algodão. E também ninguém adivinha, que eram das mãos do meu pai que saiam as roupas mais elegantes que ela usava.

Alfaiate de profissão, o meu pai fazia sobretudo roupa prática e do dia-a-dia para os habitantes da aldeia e arredores. Mas era na hora de fazer as fatiotas para os dias de festa e cerimónia que ele se revelava. Por isso, quando se apaixonou pela minha mãe, disse que seria ele a fazer-lhe o vestido de noiva. E ela deixou. Por amor, avaliou cada rascunho que ele fazia e aturou cada prova. E foi a noiva mais linda de sempre. Desde aí, era ele que lhe fazia as roupas das cerimónias em que participavam. E ela ficava sempre deslumbrante. Aliás, com o tempo, eles acabaram por ser convidados para todas as festas, celebrações e cerimónias da terra, onde a presença deles era aguardada com expectativa, e onde conferiam um toque de elegância e modernidade, que não se via em mais lado nenhum.

Herdei o talento do meu pai. E esta fotografia está na secretária do meu ateliê, assim como o vestido de noiva da minha mãe se encontra exposto na sala de provas, com o merecido destaque, que ainda hoje merece.

 

My parents. By this photograph no one would guess that my mother could care less about fashion and that she only was confortable in a pair of cotton trousers. And no one would guess either, that were my father’s hand’s that sew all the elegant clothes that she had.

As being a tailor, my father dis mostly practical and daily clothes for the inhabitants of his village and all the surroundings. But he reveal himself when it was time to make ceremony clothes. When he fell in love by my mother, he said that wanted to make her wedding dress. And she let him. For love, she looked and every sketch he did and endured each fit. And she was the most beatiful bride ever. Since then, he was the one who made her all the clothes for the special moments in wich they participated. With time, they became to be invited to most of all the celebrations in the village, where their presence was expected with curiosity and where they offered a touch of elegance and modernity, that was not seen anywhere eles.

I inherited my father’s talent. This picture is now in my secretary, in my own studio, as well as my mother’s wedding dress, that is exposed in the fitting room, with all the highligths that still deserves.

O ano dos abraços | Year of the hugs

20230708_123157.jpg

Esta fotografia foi tirada exactamente um ano depois da minha mãe falecer.

O meu pai, que a amava tremendamente, andou durante esse primeiro ano completamente perdido. Se eu deixasse, ficava no sofá, horas seguidas, comigo ao colo, a abraçar-me e a deixar cair uma ou outra lágrima que não conseguia reprimir.

Eu não sabia o que lhe dizer, nem o que fazer. Também eu sentia horrivelmente a ausência da minha mãe. E deixava-me ficar ali, com ele, a consolar-nos um ao outro. Assim vivemos um ano, perdidos naquele abraço, para o qual corríamos depois de jantar e arrumar a cozinha.

Neste dia, o meu pai vestiu-nos a rigor e levou-me a passear de barco, que era uma coisa que a minha mãe adorava. Ele disse que estava na altura de continuarmos as nossas vidas, mas que, fizéssemos o que fizéssemos, a minha mãe estaria sempre no meio do nosso abraço. E a partir desse dia, o meu pai voltou a sair com os amigos, eu voltei a ir brincar para a rua e a ir a casa das minhas amigas e elas a vir à minha casa e a vida foi pouco a pouco retomando o seu ritmo.

Chamámos àquele ano, o “ano dos abraços”, que acabou por ser uma doce memória com que ambos ficámos, no meio da tragédia que vivemos.

 

This picture was taken exactly a year from my mother passed away.

My, father, wich did love her tremendously, spent a all year completly lost. If i let him, we would stay on the couch for hours, with me on his lap, just hugging me and letting one or other tear that he could not repressse, falling down his face.

I did not know what to say to him, or what do do as i did to missed my mother horribly. So i just stayed ther with him, taking confort from one another. We lived lihe this for a all year, lost in that hug, to where we ran, as soon as we finished dinner and cleanned the kitchen.

On this day, my father dressed up both of us and took us on a boat ride, wich was a thing that my mother loved to do. He said that it was about time for us to came back to life, but that, no matter what we did, my mother would always be in the middle of our hug. And from that day on, my father started to see his friends again and i got back to play in the street and visit my friends in theirs houses, and they came to visit me too. So, i guess life took it´s own passe again.

We called that year, “hug year”, and it turned out to be a sweet memory for both, in the middle of the tragedy we lived.

Lugar assombrado | Haunted place

20230708_121553.jpg

Eu acho que este lugar está assombrado! Não sei o que a Velma, a Dapnhe e o Fred querem fazer aqui. Este sítio dá-me arrepios… Que tal irmos lanchar umas panquecas, enquanto esperamos por eles, Scooby? Ali mais atrás vi um café e dali podemos vê-los chegar. Desta vez não me arrastam para mais nenhuma aventura, nem por um biscoito Scooby.

 

I think this place is haunted! I really don’t know what Ferd, Velma and Daphne want to do in such place. It gives me the chills… How about we go eat some pancakes while we wait for them, Scooby? I saw a coffe shop back there, só we can see them when they arrive. This time they will not drag me into another crazy scary adventure, not even for a Scooby Snack!

Cowboy sortudo | Lucky cowboy

20230704_201002.jpg

Ela regressava a casa depois de um dia a apanhar maçãs. Vinha cansada, de rosto empoeirado e cabelo desgrenhado, perdida nos seus pensamentos e nem percebeu que o galope que se aproximava, pela estrada poeirenta.

Ele vinha apressado, num galope solto, ávido de dar a melhor das notícias ao seu chefe: tinham conseguido encontrar o maior patife das redondezas que se encontrava escondido numa aldeia vizinha. Não via nada nem ninguém.

Ao passar por ela, deixou-a envolta numa nuvem de poeira.

- Imbecil! - gritou ela ganhando forças na raiva que sentia.

Ele parou, como que acordado às pressas de um sonho. Eu não sou um imbecil, pensou. Regressou para junto dela e percebendo o que fizera, apresentou as suas desculpas, dando-lhe o seu cantil para ela lavar o rosto, descobrindo no meio de todo aquele pó, os mais belos olhos castanhos que conhecera.

Ela olhou raivosa para o imbecil que a sujara, para ali encontrar a expressão mais meiga, que jamais vira num homem. Aceitou o cantil, lavou uma das maçãs que trazia consigo e deu-a ao cowboy.

Ele desculpou-se mais uma vez, e dando a conhecer que tinha assuntos urgentes a tratar na cidade, disse-lhe que podia ficar com o cantil, e que o poderia devolver quando passasse na cidade e o procurasse junto do posto do xerife.

Ele abalou a pensar quando voltaria a ver aqueles olhos castanhos.

Ela ficou a vê-lo partir. Depois lavou o rosto com a água do cantil dele e retomou o seu caminho, pensando que no dia seguinte teria que ir à cidade e em que vestido usaria para o fazer.

 

She was returning home after a long day picking apples. She was tired, with her face all dusty and messy hair, lost in her toughts and she didn't noticed gallop coming in the dusty road.

He was travelling in a hurry, longing to tell his chief the best news: the biggest scum bag of the county had been found hided in a small village. He was seeing nothing or nobody.

As he passes her, left a big dusty cloud around her.

- Asshole! - she screamed, earning strength in her anger.

He stoped like he was rushed to awake from a dream. Turned back, and apologized to the girl  and offered his canteen so she could wash her face, and as he was speaking, discovered the most beatiful brown eyes he ever seen.

She looked with anger at the asshole that made her all dirty, only to fin the most gentle face she had ever seen in a man. She accepted the canteen and washe an apple, giving it to the cowboy.

He apologized again, and told her he was in a hurry, but she could have the canteen to wash herself and give it back in town, in the sheriff's office, when she passed by.

He left thinking when he would ever see those eyes again.

She watched him leave, washed herself up and got back her path thinking that she would have to go to town tomorrow and what dress should she wear.

Escaramuças | Skirmishes

IMG_0721.JPG

A missão dos soldados era clara: capturar um navio pirata que há vários meses provocava sérios danos no comércio marítimo do império. Na impossibilidade de o capturar, o navio deveria ser afundado.

As rixas e escaramuças foram longas e por mais do que uma vez a sorte mudou de lado. Ora num momento os piratas levavam vantagem, ora noutro momento, os soldados davam a volta à situação. Por fim, já com muitas baixas de ambos os lados e com a exaustão a tomar conta de muitos homens, os soldados conseguiram arrear a bandeira pirata do navio e nesse momento, os piratas souberam que a batalha estava perdida.

 

The mission was clear: to capture a pirate ship that was causing serious dammage in the maritimme comerce of the impire. If it was not possible to capture it, it should be sunked.

The fights and skirmishes were long and more than once, luck changed places. In one time, the pirates were winning, but not to long after, the soldiers took the advantage back. In the end, with many casualties from both sides and with exaustion taking over the men, the soldiers mannage to lower the pirate flag, and in that moment, pirates knew the battle was lost.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub