Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

O oleiro feliz | The happy potter

20240317_162320.jpg

As mãos do João fazem nascer peças de barro a uma velocidade estonteante. A rapidez com que transforma uma bola de barro numa caneca, prato ou terrina, fazem crer que nasceu para aquilo. Mas não. João aprendeu à força de paulada. Habituou-se a antecipar o erro, para evitar mais uma chibatada nas mãos, um pontapé nas canelas ou um murro nos rins. Nascido pobre, não lhe restava alternativa na vida que não ser aprendiz de um qualquer ofício que lhe garantisse uma côdea de pão por dia e um sítio abrigado para dormir. E sabendo da sua má sorte, o mestre abusava dele.

Até que um dia, a comitiva real passou pela aldeia e ali ficou por uma noite a descansar, para retomar caminho para o castelo, no dia seguinte. E foi na comitiva real que João descobriu os cabelos mais belos, os olhos mais profundos e o rosto mais delicado que já vira na vida. Trabalhou afincadamente toda a noite e o fogo que lhe nascia no coração fez nascer a mais bela caneca que alguma vez fizera. De linhas delicadas, mas robusta, decorada com pequenas cornucópias que formavam entre si corações de vários tamanhos.

No dia seguinte, a comitiva real passou em frente à olaria e tomado de uma coragem que não sabia possuir, foi ter com a donzela dos cabelos côr-de-sol, e ofereceu-lhe o produto do seu labor nocturno. Recebeu em troca o sorriso mais doce da sua vida e o seu coração quase colapsou. Regressou ao seu posto de trabalho, não sem antes receber uns pontapés do mestre, e retomou as suas tarefas de todos os dias.

A comitiva já passara há mais de meia hora, quando João viu chegar à oficina um cavaleiro que trocou umas breves palavras com o seu mestre, oferecendo-lhe algumas moedas. O mestre apontou então para ele. O cavaleiro aproximou-se e disse-lhe que reunisse os seus haveres rapidamente, que a comitiva já ia longe e teriam que apressar o passo para a apanhar. Disse-lhe ainda que caíra nas boas graças da aia da rainha, e que esta convencera a rainha a integrá-lo na comitiva, para renovar as feias peças de barro existentes no castelo.

E foi assim que João passou a trabalhar por amor, em vez de por medo e que das suas mãos nasceram as mais belas peças de barro que o castelo possuiu. Nasceu também entretanto uma menina, com uns cabelos cor de ouro, herdados da mãe, que completou a felicidade de João.

 

 

John hands make pieces of pottery at a dizzying speed. It may seem he born to do that, but that’s not the case. John learned the skills by fear as he was beatn every time he made a mistake. So, he learned to anticipate the mistake to avoid the whip in his hands, a kick in the legs or a punch in the kidneys. He born poor, so he had no choice to be an aprentice that assured him a piece of bread and a place to sleep at night. Knowing this, his master abused him.

One day, the royal entourage spend the night at his village on it’s way to the castle. And it was on the entourage that John found the most beautiful hair, the most deep eyes and the most delicate face he had ever seen. John worked all night to make the most amazing cup he had ever done. Delicate but robust, decoratd with intricate drawing that together formed hearts of diferent sizes.

The next day, whe the entourage passed by his shop, taken by a courage that he didn’t know he had, he gave the cup to the lady of the sun coloured hair, getting in return the most sweet smile of the world and his heart almost colapsed.

More than an half of hour passed after the entourage, when a knight came in the shop, gave a few coins to his master and came near John to tell him to gathered his belongings. He said the entourage was already far and that they should depart quickly to catch it. He also sad that the queen’s handmaid convinced the queen to take John to the castle to renew all the ugly pottery that they had there.

And that was how John started to work for love and not for fear and of his hands came out the most beautiful pieces the castle had. A lovely little girl with golden hair, inherited from her mother, born in those days, that completely fulfilled John’s hapiness.

A herdeira #24 | The heiress #24

20240316_092934.jpg

IMG-20240316-WA0024.jpg

IMG-20240316-WA0019.jpg

A minha prenda de Natal para mim mesma estava ainda na caixa, desde Dezembro, já que a herdeira queria participar na montagem o que até este fim de semana ainda não tinha sido possível.

Foi uma manhã tão simples, mas deliciosa!

 

My Christmas gift for myself was still in the box, since December, as heiress wanted to take part at the assembling, wich we haven't found the time, until this weekend.

It was a simple, but delightfull morning!

A pirata e oficial de justiça | The pirate and the justice officer

IMG_1617.JPG

O mar os juntou, o mar os vai separar.

Ela pirata por vocação, ele oficial de justiça por obrigação.

Ela um espírito livre, ele um prisioneiro da tradição e dos bons costumes.

Ela ama de forma arrebatada e impulsiva. Ele ama comedido e ponderado.

Ela vai partir livre, mas de coração prisioneiro. Ele fica, de alma e coração amarrados.

Ver-se-ão novamente daqui a uns meses, mas ambos sabem que estão condenados.

Ela não vai abdicar da sua liberdade. Ele não será capaz de romper com as convenções que lhe foram impostas.

 

The sea got the together, the sea will apart them.

She pirate by vocation, he justice officer by oligation.

She a free spirit, he a prisioner of tradition.

She loves impulsively and passionately, he loves gently and weighted.

She is going to leave free, but with a prisioner heart. He stays with the soul and heart tide up.

They will see each other again in a few months, but they both know that they are doomed.

She will no give up from her freedom. He will not be abble to break with the imposed conventions in wich he live in.

Dia de testes | Testing day

 

20240309_122418.jpg

A nova mota está pronta! Depois de muitos meses de trabalho, a equipa está expectante com aquilo que poderá ser atingido. Não é segredo para ninguém que são candidatos ao primeiro lugar do campeonato, sendo que o perseguem há 3 anos. 

Hoje é o primeiro dia de testes e há um nervoso miudinho no ar. O dia começa cedo, com a oficina bem arrumada e pronta para qualquer retoque que seja necessário. O piloto está em forma e desejoso de, por fim, levantar a taça que há tanto tempo lhe escapa das mãos. 

Os últimos ajustes e apertos estão feitos e só falta mesmo levar a mota para a pista e esperar que o trabalho dos últimos meses dê frutos!

 

The new bike is ready! After long hard months of even arder work, the team is expectant with what can be achieved. It's no secret that they are the candidates for the first place this year, as they chase it for three years now.

Today is the first day of tests and there's a nervous feeling in the air. The day starts early, with the garage tidy as hell and ready for any king of adjust needed. The pilot is in shape. He also trained hard and he is eager to lift the cup, as it is been scaping from him for so long.

Last adjustments are done and it's time to get the bike in the track and hope that everybody's hard work will pay of!

Anuket, a rapariga | Anuket, the girl

20240306_174753.jpg

Desde criança que Anuket abastece de água fresca as ânforas do café Anúbis. De manhã bem cedo antes da escola, e ao final da tarde, quando o sol já não é tão abrasador e a tarefa se torna mais suportável. Cruza-se todos os dias com o filho do dono do café, que é apenas ligeiramente mais velho que ela. Quase se poderia dizer que cresceram juntos, não fosse a sua relação ser apenas baseada em trocas de olhares, uma vezes fugazes, umas vezes profundas. Desde miúdo que ele lhe deixa pequenos presentes escondidos entre as ânforas: biscoitos, flores, desenhos, às vezes um lápis furtado ao pai. Ela retribui, sorrindo com o olhar e sustendo o seu olhar no dele mais tempo do que o habitual. Outras vezes repuxa a saia distraidamente, permitindo que ele vislumbrar os seus tornozelos esguios.

Anuket está agora prestes a terminar a escola e em breve a família escolher-lhe-á um marido, casará e deixará de trabalhar, para construir a sua própria família. Em breve deixará de frequentar o café Anúbis e deixará de ver Rael. A não ser que….

 

Since she was a child, Anuket brings daily, fresh water to the water hoist from the Annubis Coffe Shop, twice a day: early in the morning befor school. and then at the end of the afternoon when the sun is not so hot. Everyday she crosses with the owner of the coffe shop’s son, witch is just slightly order than she is. You could almost say that they grew up together if their relationship was based in more than just the exchange of looks and glympses sometimes fugacious, sometimes deeper ones. Since they were kids, he left small hidden gifts for her, in the water hoists: cookies, flowers, drawings and sometimes a pencil stolen from his dad. In return, she smiles with her eyes and supporting his eyes on hers longer than usual. Sometimes she distractly grabs her skirt higher, just só he can have a glimpse of her slim ankles.

Anuket is about to finish her school years. Soon her family will find her a husband, she will marry and will stop work to raise a family of her own. Soon she will stop to go to coffee shop and will no longer see Rael. Unless...

O cavalo preferido do rei | King's favourite horse

IMG_1606.JPG

O Castanho é o cavalo preferido do rei. Criado aqui mesmo nos estábulos do castelo, tendo os seus progenitores sido escolhidos a dedo pelo próprio rei, que fez questão de estar presente quando ele nasceu. Tive ordens para que o Castanho tivesse o melhor feno, as instalações sempre limpas e não falhasse na sua alimentação. O Castanho é hoje um cavalo robusto mas elegante. De pose altiva, e musculatura forte, dá nas vistas, onde quer que vá.

Tenho a sorte de ser o único autorizado a montá-lo, treiná-lo e exercitá-lo. Sei também que tenho a cabeça a prémio se algo não estiver do agrado do rei, que faz questão de o vir montar todos os dias. Aliás, é a primeira coisa que ele faz, todas as manhãs, ainda antes sequer de tomar o pequeno-almoço. E se por acaso os seus afazeres não lhe permitem fazer isso, é certo que arranjará uns minutos ao longo do dia para lhe trazer uma guloseima e dar-lhe uma palmadas amistosas no dorso.

Sim, bem sei, o Castanho não é castanho. O rei jurava que seria essa a sua cor, e ainda antes de o animal ter nascido, já ele o tratava por castanho. A surpresa foi muita quando o cavalo nasceu, mas o rei riu-se muito, tomou-o por um bom presságio e acabou por não lhe mudar o nome.

 

Brown is the king’s favourite horse. It was born rigth here in the castle stables and it’s parents were carefully chosen by the king himself, that made a point in being present at it’s bith. I had strict orders for Brown to have the best hay, it’s stall brightly clean and the best meals possible. Brown is now a robust but elegant horse, with a haughty pose, strong muscles and gives a show wherever it goes.

I had the luck to be the only one autorized to ride it, trained it and exercising it. I also know that my head is at price if something is not as the king desires. Indeed, the soberane rides it every morning, even before breakfast, and if, by some reason, he can’t come, he always finds a way to visit the animal, bringing a treat and petting it for a few minutes.

Yes i know. Brown is not actually brown. Quite a story this one. The king swore it would be a brown calf, só he started to call it Brown, even before the birth. Is was quite a surprise when the horse born and it was not brown. The king laughed a lot, took it as a good omen and he didn’t kept calling ir Brown.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub