Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

Perigo no mar | Danger at sea

IMG_5474

Encharcados e cansados, os pilotos acabam de chegar. Quem vê agora o mar e o céu, não diz que ainda há pouco mais de uma hora, esta gente estava a enfrentar vagas de vários metros de altura e uma chuvada como há muito não se via.

Tiveram por missão, conduzir para dentro da barra um petroleiro que precisa de reparações, e cujo estaleiro se situa à entrada do estuário.

Subir para o navio já foi uma aventura, mas o verdadeiro desafio foi trazer para dentro da barra um navio de dimensões tão grandes com aquele temporal. As condições eram tão adversas e tantas as dificuldades, que por várias vezes quase desistiram.

Demoveu-os o facto de o navio não estar nas melhores condições e de correr sérios riscos de sucumbir, o que seria um grave desastre ambiental.

Decidiram, apesar das dificuldades, levar o navio para dentro da barra, onde estaria um pouco mais abrigado e a salvo de algum desastre.

E foi assim que, com a ajuda dos rebocadores, se esforçaram ao máximo e que conseguiram! A esta hora, o navio já estará a chegar ao estaleiro, onde irá sofrer as intervenções necessárias.

Quanto aos pilotos, vão a caminho do Neptuno, o bar mais conhecido do cais, com mais uma história de gente valente, para contar.

Wet and tired, the pilots just arrived. Anyone who sees now the sky and the sea so calm, couldn't tell that just a few hours ago, these man were facing several meters hight waves and heavy rain, as long have not been seen. Their mission was to safely conduct a tanker that needed some repair, to the shipyard located at the entrance of the estuary.

Getting in the tanker was already a challenge  but the really hard work was to bring such a large ship with such bad weather along the estuary. Several times they almost quit, but facing the risk of an envirnomental disaster was not an option, so they bravely did their job.

By this time, the tanker is already in a dry dock, safe from any disaster, and the sea man, are heading for Neptune, the most famous dock bar, with a hell of a sea adventure to tell.

A preparação da corrida | Preparing the race

IMG_5484

O dia não podia estar melhor para a equipa ir para dentro de água testar o seu mais recente barco de corrida. Patrocínio novo, equipamentos novos, motivação no alto e as melhores condições para correr.

A máquina portou-se lindamente, o piloto deu o melhor de si e a equipa ficou contente com todo o seu trabalho de afinação, reparação e manutenção. Foi um dia em cheio e regressam todos a casa confiantes no seu trabalho.

Resta esperar que para a semana as condições se mantenham e que a equipa ganhe o título que há tantos anos persegue e que agora parece estar tão perto. Vai ser uma semana de nervos à flor da pele a preparar os últimos detalhes. Vai ser um dia de corrida sentido loucamente e que todos esperam de grande felicidade.

 

The day couldn't be better for the team to go into the water, to test their newest race boat: new sponsor, new equipment, hight motivations and the best conditions to run.

The boat did great, the pilot gave his best, and the team was pleased with their job of tuning and reparing. It was a great day and everyone get back home pleased and trusting their good job.

Let's hope that next week, in the racing day, this conditions will maintain, so that the team wins the title that is escaping from them for a couple of years. It's going to be a reck week, preparing the last details. Everyone is expecting a happy day.

Quetzal e Ariane | Quetzal and Ariane

IMG_5467

O Quetzal carregava consigo um tesouro arqueológico de grande dimensão, que estava a ser deslocado de um dos ilhéus das Antilhas para o continente, a fim de ser estudado e divulgado.

Tragicamente, não resistiu a uma tempestade violentíssima e afundou-se, com a sua carga preciosa. Reza a lenda que o povo que habitava a pequena ilha de Anguilla foi escravizado por causa do tesouro que possuíam e a que curiosamente davam pouca importância. Muitos dos objectos do dia-a-dia eram de ouro, sendo o garimpo e o trabalho em ouro o seu passatempo preferido. Simplesmente desconheciam o seu verdadeiro valor, pois pouco contactavam com outras civilizações.

Quando o seu tesouro foi descoberto, foi cobiçado e todo o povo de Anguilla foi escravizado. Diz-se que ao perceberem a razão do que estava a acontecer, os homens da tribo amaldiçoaram todo o tesouro e a verdade é que grande parte dele foi perdido nas inúmeras tentativas de o retirar de Anguilla.

O tesouro que restava, encontrava-se em instalações temporárias, que se tornaram definitivas. O seu estado era decrépito e o número de visitantes extremamente reduzido. A maior parte estava catalogada, mas o isolamento do local nunca permitira estudos aprofundados.

O Quetzal tinha por missão a retirada do restante tesouro da ilha. Os organizadores desta missão não acreditavam nem queriam saber de maldições, mas simplesmente tudo correu mal.

Entra agora em acção o Arianne II, um submarino arqueológico, que já mergulhou nas águas mais profundas, escuras e estranhas desde planeta, para recuperar o tesouro agora perdido.

Que a sua sorte seja melhor que a do Quetzal!

 

The Quetzal carryed an arqueological treasure of great value, that was being moved from one of the Antilhes island to the mainland, to be studyed and disclosed. Unfortunatly a powerful storm hit it, and it drawned with it's preacious cargo.

The legend tell that people of Anguilla, owner of the treasure, were slaved, when man from the mainland discovered their treasure. They were gold prospectors, and many of their usual tools were made of gold. They didn't knew the value of it, because they didn't have any contacts with other civilazations. When people of Anguilla found themselves slaved because of man's greed, they cursed their treasure. And actually, the most part of it was lost in the several atempts of taking it from the island.

Nowadays, the remaining treasure was in some old facilities, with no maintenance, without being studyed and with very few visitors coming.

Quetzal mission was to take the treasure to mainland to be finally studyed and displayed, so everyone could know about it's history. No one believed anymore in that oldfashion thing called curse, and everybody was certain that everything would went well. But they were wrong, and that powerful storm spoiled their plans.

It's now Ariane's turn. Ariana is an arqueological submarine, that already dived in the deepest and dark waters of the planet. It's the last ressource to save the old treasure!

May your luck be better than Quetzal's!

Os vencedores da regata | Sail race winners

IMG_5492

Foi a mãe que empurrou a Natália e o Jorge para a vela. Cansada de os ter sempre agarrados às pernas dela e de que só molhassem os dedos dos pés nas férias de Verão passadas na praia, arrancou-os da cama num Domingo de manhã depois da escola começar e largou-os na mão do Pedro, o instrutor.

A partir daí, os Domingos foram uma luta: eles, que não queriam ir e a mãe sempre a insistir que sim. Até ao dia em que num dia de vento particularmente difícil os irmãos tiveram que se desenrascar enquanto o Pedro dava uma ajuda a outra embarcação que entretanto virara.

Os irmãos primeiro ficaram meio aterrados, mas a verdade é que começaram a pôr em prática o que sabiam e as coisas correram tão bem, que ainda ajudaram outros companheiros. O Pedro percebeu nesse dia que talvez os irmãos tivessem um futuro promissor e foi exigindo mais um bocadinho deles.

Hoje, os irmãos venceram a "Regata da Baía". Receberam o troféu das mãos do Capitão do Porto e a mãe estava na primeira fila a tirar a fotografia.

 

Sailing, was Natália and Jorge's mother idea. Tired of having two kids forever hanging at her legs instead of playing around as it should at the beach in summer vacations, she dragged them out of bed at one sunday morning and she left them in the hans of Pedro, the local sailing instructor.

From that day on, sundays were a fight: the kids weren't whilling to go sailling, and the mother insisted in getting them out of bed to go. Until the day that the wind was blowing strong and the two brothers had to sort their way in the water, as Pedro was helping some team mates that had their ship turned over.

Despite being scared, the brothers manage to put into operation whatever they learned and they did so well, that even helped some other friends that were also struggling. In that day, Pedro noticed that maybe the brothers might have a promissing future ahead and started to demand a little bit more of them.

Today, Natália and Jorge won "Bay sail race", and their mother was on the front row to take the picture.

Sailors

IMG_2890

Pela mão do avô pisaram pela primeira vez descalços as pedras húmidas do cais. Foi a voz ríspida do avô que os ensinou a caçar as velas e a ter atenção à retranca sempre que a embarcação mudava de direção. Foi a paixão do avô pelo mar que se infiltrou em cada pedaço do seu corpo e os fez dizer desde pequeninos, que queriam ser marinheiros. Foi o olhar apaixonado do avô que lhes mostrou a beleza do mar, fosse dia de sol ou de temporal. Em bebés, muitas foram as noites em que só o avô os conseguia adormecer quando enroscados uns nos outros, no fundo do barco, eram embalados pelas ondas do mar. 

Hoje terminaram o seu curso na Escola Naval, ambos com a melhor nota da sua turma. Hoje são marinheiros e estão prestes a viver a sua vida como sempre quiseram: a balouçar nas ondas do mar.

Aventuras subaquáticas

IMG_1618

São muitas as histórias e lendas que se contam desta baía. Desde sempre, porto de abrigo de piratas e local propício para escaramuças originadas por tesouros malditos. Nas suas águas descansam vários couraçados e muitas dezenas de almas.

Não admira portanto que este seja um local peferido de tantos e tantos megulhadores, curiosos amadores ou fervorosos historiadores, que procuram cada um à sua maneira descobrir um pouco mais dos mistérios afundados na baía.

Hoje o ceú confunde-se com o mar, misturados num cinzento carregado. O dia pouco convidativo não impede que se faça mais um mergulho. Conta-se que num dia como o de hoje, se afundou nestas águas um galeão que levava a bordo a filha do General Martin. Rosa seguia a caminho de um convento, mas ao peito levaria um medalhão com o rubi do tamanho de um punho fechado. Diz-se que lhe fora oferecido por Roger o pirata mais mal afamado daquele tempo e que estariam perdidos de amor. O General Martin mandara interná-la num convento, até que lhe passasse a paixão, desconhecendo o pequeno tesouro que ela levaria e que lhe recordaria cada dia o seu amor.

Após o naufrágio, conta-se que uma luz encarniçada seria visível, sempre que  Roger navegava naquelas águas.

Será que é hoje que a jóia é encontrada?2

Grandes pescarias

IMG_1190

A alcunha do Manel é o "canas". Se perguntarem no cais pelo manel canas, rapidamente obterão resposta acompanhada de um largo sorriso. todos ali o conhecem e sabem melhor que ninguém onde o encontrar: alguns degraus abaixo nas velhas escadas do fundo do cais.

Na verdade, o Manel chama-se Vitor, mas já ninguém se lembra porque lhe chamam assim. O "canas" é bem mais simples de lembrar: desde gaiato que lhe conhecem a paixão pela pesca. viram-no crescer a caminho do cais, coleccionando canas, umas oferecidas, umas compradas e outras tantas trocadas. Pouco tempo as canas lhe paravam nas mãos, sempre em busca da cana perfeita.

Poucos conhecem tão bem os humores das águas do cais e se o Manel não está por ali, é porque nem vale a pena tentar lançar a linha, que é certo que será uma pescaria falhada.

 

Hora de partir

É manhã cedo.O sol inunda o convés, aquecendo as costas do pessoal que a esta hora já leva algumas horas de trabalho. O dia começou ainda o sol não se levantara.O material de pesca está limpo e arrumado. Os mantimentos para alguns dias no mar estão carregados. A rota foi traçada de acordo com os dados meteorológicos mais recentes.

O "Stella Maris" está pronto para mais uma missão: regressar com o convés carregado de atum, bacalhau e espadarte. A boa disposição reina a bordo e as amarras são soltas ao som de velhas canções inventadas há muito por velhos lobos do mar há muito desaparecidos.

As crianças da vila, vieram vê-los partir e ficam no cais a acenar até os braços doerem e até o padre fez questão de os abençoar na partida. Todos esperam vê-los de regresso, daqui a uns dias, com a missão cumprida.

Bons ventos, Stella Maris!

 

IMG_9329

 

A chegada

A época do caranguejo acabou. A tripulação cansada, regressa a casa, depois de dois meses de faina intensiva num mar pouco meigo e muito desafiante.

Como é tradição, o capitão do porto recebe cada embarcação, respirando aliviado ao saber que cada membro da tripulação se encontra bem e que não ocorreu nenhum acidente.

O porão vem cheio o suficiente para garantir o sustento de todos, até que comece a época do bacalhau, por isso, vêem-se sorrisos nos rostos, apesar do cansaço.

Apesar de terem chegado, ainda é preciso vazar o porão, fazer limpezas e efectuar algumas reparações, por isso, apesar de terem chegado, não podem descansar para já. O porão será esvaziado assim que atracarem e as restantes tarefas serão realizadas nas próximas semanas. Depois sim, terão alguns dias para descansar e recuperar alguns quilos perdidos. 

IMG_9335

Mergulho #3

E pronto, eis que chegou o grande dia, o último mergulho do curso!

 

Os manos estão já bastante à vontade debaixo de água. Dominam com mestria os sinais de mão, tiram e põem a máscara com facilidade e deslocam-se com alguma perícia e bastante à vontade.

 

O Juca está bastante satisfeito com estes dois alunos. Aliás, a amizade já ultrapassou a simples relação aluno/instrutor e já combinaram que o Juca irá fazer um mergulho com eles no Mar do Norte.

 

Está visto, estes três ainda vão viver grande aventuras!

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub