Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

Visita de estudo #9 | Field trip #9

IMG_1371

A turma foi muito bem acolhida pelo Sr. Anastácio, que os recebeu de braços abertos no seu farol. Foi ele que lhes contou o quanto significam os faróis para os marinheiros, principalmente naqueles dias em que o mar está muito agitado. O momento em que se avista a luz do farol é um momento de calma, de segurança, de sensação de regresso a casa, de colo, após momentos de perigo, medo, desorientação, saudade e muita incerteza durante as tempestades.

As crianças ouviram com atenção e de olhos arregalados as histórias que o Sr. Anastácio tinha para lhes contar. Os rapazes juravam a pés juntos que eram corajosos como os marinheiros das histórias. As meninas repetiam que nunca na vida quereriam ser marinheiras.

No fim da visita de estudo, a professora deu a cada aluno um papel com as seguintes perguntas: já sentiste medo como os marinheiros das história do Sr. Anastácio? Quem foi o teu farol? Quem te ajudou? Disse-lhes que pensassem durante o resto do dia nas perguntas e que amanhã iriam fazer uma composição, com o seguinte tema: "Os faróis da minha vida"

 

The class was very welcomed by Mr. Anastácio, that received them with arms wide open in his lighthouse. He told the class how much lighthouses ment for sailors, specially on those days of rough seas. The moment when you see the light of the lighthouse after battling the sea, is a moment of calm, a returning home feeling, after moments of danger, fear, desorientation and so much uncertainty during sea storms.

The children heard Mr. Anastácio stories with so much attention and the boys sworn that were so brave as the story's sailors. On the other hand, girls repeated that never in theirs lifes they would be sailors.

By the end of the visit, the teacher gave each student, a small piece a paper with a few questions: have you ever feel fear as the sailors? Who or what was your lighthouse? Who or what helped you? The teacher told them to think about the questions the rest of the day, cause they would have to write an essay about: "My life lighthouses".

A turma vai ao mercado | Class goes to the market

IMG_1290

Logo de manhã, a algazarra é mais que muita. Os miúdos chegam cheios de energia e são precisos largos minutos para os fazer sentar, preparar o material e sossegar. Nos dias de inverno então, ainda é pior. Há casacos, gorros e chapéus de chuva para arrumar. Há sapatos e botas enlameados e bainhas das calças encharcados. Mais motivos de distracção e risota que atrasam o início da aula.

Perante esta agitação, a professora Ivone encolhe os ombros, sorri e começa a lição: quem já foi ao mercado? onde é? o que é que lá há? o que é que gostavam de perguntar às pessoas que lá vendem coisas? Vamos lá meninos, ao trabalho! Vamos preparar uma visita de estudo ao mercado do bairro!

As crianças sorriem, entusiasmadas com o desafio e deitam mãos ao trabalho: uns tiram fotografias, outros vão entrevistar as pessoas que vendem produtos, outros vão entrevistar as pessoas que andam nas compras, outros identificam os produtos. Há ainda um grupo que vai desenhar um croqui do mercado e outro que vai desenhar o croqui do caminho até ao mercado.

Ainda agitados, mas mais concentrados, o dia de aulas finalmente arranca!

 

The morning racket is part of the routine. The children arrive full of energy and it takes severeal minuts to calm them down, to prepare school supplies and settle down. Winter days are worse, cause there are jackets and umbrellas to pack up. There's muddy shoes and boots and wet pants hem. More reasons of distraction and laughing about, that delay the class start.

Before this agitation, teacher Ivone shrugs her shoulders, smile and star the lesson: who already gonne to the market? where it is? what is there to buy? what do you like to ask people that are there? Come on kids, let's get to work! We have a field trip to the market to prepare!

The kids smile, enthusiastic about the project and get to work: some of them will be taking photos, outhers will enterview the sellers and others the buyers. A few will make a list of the products found and there's even who will make a sketch of the place and those who will make a map of the path from the school to the market.

Still with some agitation, but more focused, the school day finally starts!

Visita de estudo #8 | Field trip #8

IMG_9783

Não foi difícil escolher um local para visitar no final do ano lectivo, pois já estava escolhido desde o início: o jardim zoológico!

A turma trabalhou o ano inteiro o tema dos animais e dos seus habitats. Pesquisaram sobre os animais mais estranhos do planeta e aqueles que viviam em condições mais extremas. Fizeram uma exposição na escola sobre os animais em vias de extinção e realizaram trabalhos manuais que venderam a pais e amigos. Com o dinheiro conseguido, apadrinharam um animal. Decidiram ser padrinhos dos leões e até conseguiram reabilitar o seu espaço: os leões têm agora um recinto mais natural, onde se sentem bem melhor.

O ano não podia ter acabado da melhor forma!

 

It wasn't hard to choose a place to go in the end of the school year, cause it was chosen from the begining: the zoo!

The class worked all year round, the animal theme. They learned about them and their habitats. They searched for the strangest animal in the planet and for those who lived under the most extreme conditions. They prepared an exhibition in their school, about endangered species and even did some art work that was sold to family and friends. With the money they got, they sponsored the lions and rehabilitated their enclosure, getting them a much natural envirnoment, where the animals feel so much better.

The school year couldn't have ended in a better way!

Visita de estudo #7 | Field trip #7

IMG_5803

A garotada escolheu que este ano se mascarariam de koalas. O professor preparou-lhes uma surpresa: a turma iria ao Parque dos Koalas, para conhecerem melhor estes animais.

Os miúdos ficaram entusiasmados e todos os dias perguntavam:

- É hoje que vamos ver os koalas, professor?

Finalmente o dia chegou, e foi numa animação que partiram para um dia diferente.

O momento alto do dia, foi quando um dos tratadores lhes trouxe mesmo para o pé deles, um koala e eles puderam observá-lo a comer lentamente folhas de eucalipto, que são praticamente o seu único alimento.

A turma ficou espantadíssima ao saber que os koalas não bebem água, pois retiram das folhas de eucalipto toda a hidratação de que necessitam.

No final do dia, regressaram à escola, cheios de ideias para enriquecerem as suas máscaras. O Carnaval vai ser fantástico!

Visita de estudo #6

Mais um projecto: a turma perguntou à professora como é que o peixe chegava ao supermercado e ela logo tratou de lhes ir mostrar.

Foram até ao cais, assistir à chegada dos barcos da faina. Viram os peixes a reluzir de prata, serem descarregados e colocados em caixas, já no cais. Em seguida foram à lota e divertiram-se imenso a assistir à venda do pescado. Lá fora, os camiões dos grandes supermercados foram carregados e partiram de barriga cheia.

Por fim, foram ainda ao mercado comprar fruta fresca e puderam ver que não é só nos supermercados que se vende peixe. Todos se divertiram imenso, pois os feirantes foram muito simpáticos e brincaram imenso com eles. Deixaram-nos ir para trás das bancadas e de avental posto, ajudaram nas vendas.

IMG_9341

A visita de estudo #5

Hoje a turma veio estudar ao vivo e a cores, o meio de transporte mais mágico de todos os tempos: o comboio.

Chegaram à estação bem cedo, a tempo de verem o comboio das mercadorias a ser carregado. O Sr. Zacarias, o chefe da estação explicou que também o correio e os jornais seguiam neste comboio até às terras mais longuínquas. Assim sempre chegavam mais depressa que pela estrada.

Depois visitaram a estação e o Josué mostrou-lhes a sala de controlo, onde se pode ver o horário dos vários comboios que passam na estação e a hora exacta  a que passam.

E porque o dia começou cedo, a pequenada esteve a lanchar e agora esperam o comboio do Sr. Zé Maquinista, que os vai deixar visitar a máquina, apitar e explicar-lhes como galopa este cavalo de ferro.

O dia vai ser em cheio!

 

IMG_9061

 

 

 

Visita de estudo #1

 

Dia de visita de estudo é sempre uma alegria, especialmente se for como esta: o dia todo na rua!

A turma hoje foi visitar o estuário e conhecer a importância deste ecossistema. Tiveram direito a tudo: primeiro um passeio de barco, enquanto a maré estava alta, para descobrirem a quantidade de peixes que aqui se vêem abrigar e alimentar.

Depois, já na maré baixa, deram um passeio pela zona de sapal onde viram muitas aves que aqui passam o Inverno abrigadas neste clima temperado. Houve ainda tempo para se enlamarem um pouco e descobrirem as espécies de plantas e algas existentes, e  também a infinidade de invertebrados e crustáceos que vivem nas pedras.

O dia foi fantástico e no final todos quiseram agradecer ao Pedro a magnífica visita que ele lhes proporcionou.

Visita de estudo #4

Esta é a zona de treino, meninos. Aqui os cavaleiros treinam o manejo da espada, a pontaria e luta corpo a corpo.

A estabilidade do reino dependia do trabalho que aqui se fazia.

Ah sim e claro, muitas vezes a vida do rei dependia da eficácia destes cavaleiros!

 

Visita de estudo #3

Como podem ver, aqui é a zona dos estábulos dos animais.

No Castelo vivia muita gente, que era preciso alimentar.

 

Sim, podem ir fazer festas aos animais. Mas um de cada vez, senão eles assustam-se!

Aproveitem e façam perguntas ao Sr. Pastor e à Sr. Leiteira sobre a vida no Castelo.

Amanhã na escola têm que fazer uma redação sobre tudo o que viram, não se esqueçam!

 

Visita de estudo #2

- Esta é a prisão do Castelo. Como podem ver, está praticamente inacessível e muito bem guardada, o que tornava muito difícil as fugas dos prisioneiros. De facto, apesar de inúmeras tentativas, nenhum dos prisioneiros conseguiu escapar!

 

- Professora, professora, olhe!!

 

- Vasco Manuel, mas o que fazes tu aí em cima. Desce imediatamente! Esta parte do Castelo não é para visitas. Chega bem veres aqui de baixo. Depressa, vá, antes que eu me zangue a sério contigo!!