Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

PLAYMOBLOG

Estas pequenas figuras foram os heróis da minha infância. Os clicks valeram-me horas de brincadeiras partilhadas com os amigos lá da rua. Estiveram vários anos encaixotados. Hoje são um legado para a minha filha.

Querido avô | Dear grandfather

20240428_095437.jpg

Querido avô,

Ensinaste-me tudo o que sei e foste um exemplo fantástico para mim. Sempre te admirei e tornaste-me uma melhor pessoa. Tenho tanto agradecer-te que não sei como irei ser capaz de continuar sem que me digas adeus do cais, como já acontecia nos teus últimos dias de vida. Tínhamos de facto uma ligação especial e nunca te esquecerei.

Aqui estou eu a cumprir o teu desejo final e peço-te que olhes por mim, daí das profundezas do mar que tanto amas.

A tua neta que te ama tanto como a força das marés.

Ver a carta do avô!

 

Dear grandfather,

You taught me everything i know and you were the best example i could wish for. I always admired you and you turned me into a bether person. I have to many things to thank you for and i don't know how i can keep up without you here, even waiving goodbye from the peer, as you did in the last days of your life. We had indeed a very special bound and i will never forget you.

So, here i am fulfilling your last wish and asking you to watch over me from down there, the deepest seas that you love so much. 

Your grand daughter who loves you with all the stenght of the tides.

See grandfather letter

Querida neta | Dear grand daughter

20240428_094830.jpg

Querida neta,

Desde o dia em que agarraste firmemente a minha barba com as tuas mãos pequenitas e que só largaste quando peguei em ti ao colo, eu soube que alguma coisa nos ligou para sempre. Eras um bebé careca, aparentemente frágil, muito sossegada, mal sabendo nós todos que virias a ser dona de um carácter forte, extremamente corajosa e profundamente determinada. 

Sei que partirei deste mundo em breve, e confio apenas em ti para que não deixes que deitem o meu corpo à terra. Sabes que quero que descansar no mar, e é aí que quero que deposites as cinzas do meu corpo, a partir do nosso adorado Susanne. E quero que sejas tu a fazê-lo, por favor.

Estou incrivelmente orgulhoso de ti e sei que tudo farás para cumprir este meu desejo final. Confio em ti!

O teu avô que te ama tão profundamente como o mar.

Ver resposta da neta

 

Dear grand daughter,

Since the day you firmly grabed my bard this your tiny hands and only let it go when i picked you up, i knew a bound born between us for life. You were a bold baby, apparently fragile, so so quiet, that we hardly knew that you would become a fierce girl, extremely brave and deeply determined.

I know i will leave this world soon and i trust you to not let them bury my body. You know i want to rest in the sea and that is where i want you, and only you, to throw my ashes into the sea, from our beloved Susanne. Only you please.

I am deeply proud of you and i know you will do everything in your power to fulfill my last wish. I trust you!

You grand father who loves you deeply than the sea.

See grand daughter answer

Avô e neta | Grandfather and grandaughter

20240428_095656.jpg

E lá vão eles para mais uma pescaria. Quem fica no cais, reza, benze-se e recita cantilenas várias destinadas a proteger quem parte. Quem parte, já vai de cabeça e braços mergulhados nas mil e uma tarefas que é necessário fazer para preparar tudo. 

Avô e neta fazem uma equipa como há muito não se via. A miúda é forte e corajosa e já conquistou o coração dos pescadores mais duros, que sempre disseram ao avô que o lugar dela não era ali. Hoje aceitam-na e até parecem conformados que ela tome o lugar do avô como mestre da embarcação. 

Que vão, e que voltem são e salvos, de regaço cheio de peixe!

 

There they go, for another fish trip. The one's who stay in the peer pray, bless themselves and whisper all sort of chants, destined to protect those who leave. Those whoe leave are already with their heads and hands busy on the several things that there are to do, in order to prepare all for the fishery.

Grandfather and grandaughter make a team as never saw before. The girl is strong and brave and already conquered the heart of the most tough pisherman, that always told to the grandfather, that that was not her place. Today they accept her and even seem resigned that she will take grandfather's place in beeing the master of the ship.

May they go, and may tehy come back safe and sound, with ther harms full of fish!

A minha mãe Susanne | My mother Susanne

20240331_151921.jpg

Susanne era a minha mãe. Não havia mestre como ela. Única mulher, numa embarcação de homens, dava conta deles, da inclemência do tempo e dos caprichos do mar. Todos diziam que ela era filha do mar. Ela dizia que só no mar era feliz e que ali haveria de morrer. Quando a sua profecia se cumpriu, pois de facto no mar veio a morrer, numa tempestade de meter medo ao mais intrépido, o meu pai e o meu tio, irmão dela, fizeram a única coisa que fazem os homens do mar: recomeçam de novo.

Deram o nome dela a uma traineira nova que arranjaram. Não havia outro nome possível, pois não! E começaram de novo, honrando a minha mãe com a cara salpicada de água salgada dos salpicos do mar e de lágrimas de saudade! 

 

Susanne was my mother. There was no captain like her. The only womas on board, she manage the man, the wether inclemency and the sea whims. All say she was a daughter of the sea. And she said that sea was her happy place, and where she would die on. When her prophecy was fulfilled, as she indeed died in the sea, in a scary storm, my father and my uncle, her brother, did the only thing the sea man do: started again.

They gave her name to a new trawler they found. There was no other possible name, was it? And they started again, honoring my mother soul, with salt water on their faces: the sea splashes and tears of mourning.

Coração de mãe | Mother's heart

20230416_125906.jpg

Coração de mãe sofre com cada rajada de vento mais forte, com cada viragem de bordo mais desafiante, com cada treino debaixo de chuva e frio. Dá vontade de lá ir, pegar no miúdo, embrulhá-lo quentinho numa manta e enroscar-nos no sofá, a ver um filme, a cheirar o seu cabelo rebelde e sabê-lo seguro.

Mas o coração de mãe também rejubila com cada desafio superado, com cada vela caçada ou folgada corretamente, com cada percurso entre bóias completo com sucesso e com aquele brilho nos olhos que o miúdo traz sempre que sabe que se superou.

Coração de mãe é bipolar, mas cheio de um amor que tudo suporta!

 

A mother’s heart suffers with every strong wind blow, with each challenging change tack, with every training session under rain or cold. She almost takes the kid home, wrapp in a blanket and cuddles with him on the couch watching a movie, smelling his rebel hair, knowing him safe.

But a mother’s heart also rejoice with every overcome challenge, with every sail correctly teightned, with every course between buoys and with that special look and sparkl in the kid’s eyes whenever he knows he overcome another challenge.

A mother’s heart is kind of bipolar, but it is filled with an endless love!

 

O mar é a minha vida | Sea is my life

IMG_20220226_134732

Quem me viu e quem me vê… Já dei 3 voltas completas a este mundo e agora eis-me para aqui sem ter que fazer ou para onde ir… Disseram que estava a ficar velho e que os acidentes começavam a ser muito frequentes. Cambada de meninos! Sabem lá eles o que é ter as mãos sempre cortadas por anzóis, ou trabalhar no convés com mau tempo, sem a segurança de um arnês! Meninos, gaiatos, marinheiros de água doce pfff!!

Pouco sou sem o balanço do mar no meu corpo. Sinto-me mal e indisposto em terra. Custa-me a respirar… O mar é a minha vida!

 

I’m not the man i used to be… I already gave 3 full turns to this world and now i’m here, with nowhere to go and nothing to do… They said that i was getting old and that accidents were getting more frequent. Damn kids! They don’t know nothing about having their hands wounded by fish hooks days ina rowand keep working even so. They don’t know what is to work on deck with a bad weather without the safety harness. Kids, young ladies, fresh water sailors, pfff!!

I’m nothing without the sea swing in my body. I feel bad and sick with my feet on the ground. It’s hard to breathe… Sea is my life!

A pequena velejadora | Little sail girl

IMG_7655

Tudo a postos para a primeira regata! O barco está aparelhado e cada cabo foi verificado. 

Está quase na hora e o nervoso miudinho aumenta a cada minuto que passa. O objectivo para esta primeira prova é simples: terminar a regata, de preferência com um sorriso no rosto. E aprender. Aprender muito. 

Está na hora de colocar os barcos na água e de ir para a zona da partida. Bons ventos!

 

All set for the first boat race for this young lady. The boat is ready and each rope was checked.

It's almost time and the nerves are bigger at every minute that goes by. The goal for this race is simple: finish it and with a smile on the face. And learn. Learn a lot.

It's time to in the water and head to departure line. Good winds!

Parabéns Rita | Happy birthday Rita

IMG_7658

Desde pequenita que a Rita saltita nas margens da baía a fugir aos caranguejos e a contar as alforrecas que ali vão parar. Já mais crescida tomou o gosto por mergulhar da rampa e ir a nadar até à praia do Ti João. Agora, já com idade para isso, anda a aprender a velejar. Com sorte daqui a uns meses já será capaz de dominar um pequeno barco e partir à descoberta da baía que a viu crescer e de lhe conhecer cada recanto.

A Rita faz hoje anos. 8 anos. Gosta de regras e de rotinas. Leva o seu tempo a adaptar-se a sítios ou actividades novos. Mas ganhando confiança e gostando, ninguém a pára. Observadora, atenta e muito persicaz. Talvez demais. Por vezes intransigente com as falhas dos amigos e um sentido crítico muito apurado. Ainda pede abraços. Muitos. E ainda bem. 

Parabéns filha minha!

 

Since she was a little girl, Rita jumps along the bay shore, escaping the crabs and counting all the jellyfish that she finds. A little older, she got the taste of jumping from the ramp and then swimming to the Ti João beach. Now that she is old enough, she started to learn how to sail. With luck, in a few months, she will be able to master a small boat and start to discover every inch of the bay.

Today, it's Rita's birhday. 8 years. She likes rules and routines. She takes her time to adapt to new things and situations. But when she does and likes it, she's unstoppable. She pays attention to everything and she have a keen mind. To much, perhaps. Sometimes to rigid about her friends faults and a sharp sense of criticism. She still asks for hugs. Lots of hugs. And i'm glad for it!

Happy birthday my little girl!

O Velho Ernesto do Mar | Old Ernest of the sea

20211219_125421

Já não é possível contar as horas de mar do Velho Ernesto do Mar. Começou gaiato na faina da pesca e foi desde cedo que o sobrenome “do Mar” se lhe colou ao nome, como a neblina marítima se nos cola à pele.

O Ernesto do Mar cresceu e fez do mar a sua vida. De gaiato, passou a arrais, chegou a mestre e por fim capitão. Navegou milhas sem fim, até que o cabelo se lhe tornou grisalho, e logo a seguir a barba também. Passaram então a chamar-lhe O Velho Ernesto do Mar e ele, com o pragmatismo característico dos homens do mar, entendeu que estava por fim, na hora de ir tomar conta dos netos, vê-los crescer e abraçá-los sempre que lhe desse vontade de tal, ao invés de esperar dias a fio para o fazer.

O Velho Ernesto do Mar é hoje um velho feliz, que quando não está no cais a contemplar o mar, está rodeado dos netos, a ensinar-lhe a sentir o mar e o vento, a mergulhar com eles os pés na água fria, ou a enfiar-lhes cordas nas mãos, para fazerem mais este ou aquele nó. Ele costuma dizer a rir, que no meio de tantos miúdos, algum tomará a paixão pelo mar.

 

It is not possible to count all the hours at sea of Ernest of the Sea. He started early age at fishing work, and it was early on that the surname “of the sea” got stuck to his name, as the sea fog stucks to our skin.

Ernest of the Sea grew and made the sea his life. From just a taskboy, he became skiper, master and captain at last. He sailed endless miles, until his hair became grey and right after his beard too. And all the other sea man started to call him Old Ernest of The Sea. He then finally realized it was time to settle down, and watch for his grandchildren, to see them grow and hug them whenever he wanted to.

Old Ernest of The Sea, is now a happy old man. When he is not at the pear looking at his beloved sea, he is surrounded of kids, teaching them to feel the sea and the wind, and stucking their feet in the col water, or putting some ropes in their hands so they do this knot or some other one. He says laughing, that as they are so many, at least one should inherit his passion for the sea.

Patrulha marítima | Navy police

IMG_6773

O dia adivinha-se trabalhoso. Uma denúncia deu conta de movimentos estranhos de pequenas embarcações que trocaram entre si vários volumes suspeitos. O histórico deste local não deixa margem para dúvidas e poderemos estar perante tráfico de droga. A lancha da polícia marítima foi chamada ao local para tentar interceptar os criminosos. Dias destes são por norma longos e por vezes frustantes. Boa sorte!

 

The day might be busy. A complaint about some weird and strange movements between a couple of small boats that exchanged between them, several suspicious packages was made. This spot is known for having some drug trafficking. The police boat was called to try to intercept the criminals. Days like these, are usually long and not often frustrating. Good luck!

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub